A ansiedade na visão do Ayurveda

Diferentemente da visão ocidental, que tende a considerar a ansiedade como um estado normal e passageiro, na Medicina Ayurveda ele é considerado um sintoma bem claro de que algo não vai bem há algum tempo e já é visto como uma das primeiras fases do processo de adoecimento. Com o tempo, o transtorno passa a afetar o sistema nervoso, leva à outras desordens e pode causar maiores complicações na saúde tanto mental-emocional quanto física.

Originado pela agravação do dosha Vata (ar + espaço), de qualidades seco, frio e leve, para pacificá-lo é preciso um tratamento gerador de oleosidade, calor e peso, o que envolve algumas alterações tais como: na alimentação, que privilegiará os alimentos de sabores doce, salgado e ácido; na rotina diária, com adequação do exercício físico ao biotipo e estilo de vida; nos horários das atividades diárias. Além do emprego das terapias específicas para o quadro.

De acordo com a constituição de cada pessoa, e a porcentagem de seus humores biológicos (Vata, Pitta, Kapha), podemos afirmar que existem pessoas mais suscetíveis a desenvolver quadros de ansiedade: as de predominância do dosha Vata. Tendo esta consciência estas pessoas podem evitar hábitos, situações e experiências que possam agravar intensamente o dosha. Alguns exemplos são estresse extremo, exaustão física, excesso de atividade mental, ingestão de álcool em grande quantidade, fumo, drogas, mudanças repentinas (de clima, moradia ou hábitos), alimentação muito seca, crua e fria e falta de disciplina na vida diária.

Uma dica preciosa é: manter o dosha Vata equilibrado, independente da constituição de cada um, pois é o mais sensível e com mais possibilidade de agravar e estimular o agravamento dos demais. 

Nenhum comentário: