A ansiedade na visão do Ayurveda

Diferentemente da visão ocidental, que tende a considerar a ansiedade como um estado normal e passageiro, na Medicina Ayurveda ele é considerado um sintoma bem claro de que algo não vai bem há algum tempo e já é visto como uma das prematuras fases do processo de adoecimento. Com o tempo, o transtorno, que afeta o sistema nervoso, pode levar à outras complicações na saúde tanto mental-emocional quanto física.

Dentro desta abordagem, a ansiedade é uma desordem originada pela agravação de Vata, o princípio do movimento que é formado pela combinação do espaço com o elemento ar e que governa todo movimento biológico como a inalação, a exalação,  a ingestão, a expulsão, a absorção, a assimilação, a eliminação e, principalmente, a circulação. Ele governa também toda expressão dos pensamentos, sentimentos e toda extensão das emoções. É responsável pelo tantra (os mecanismos do corpo) e pelo yantra (a completa engenharia do corpo). Suas qualidades primárias são seco, leve, frio, sutil, móvel, áspero e claro. Sua sede principal está na pélvis, no intestino grosso e nos ossos mas também possui grande afinidade com os ouvidos, nariz e pulmão.

Quando agravado Vata pode gerar quadros como ansiedade, irritabilidade, stress, insônia, dentre outros. Para pacificá-lo é preciso um tratamento gerador de oleosidade, calor e peso, o que pode envolver uma série de medidas a serem adotadas de acordo com cada Prakruti - constituição biológica única de cada Ser. Alterações na alimentação, como privilegiar alimentos de sabores doce, salgado e ácido; na rotina diária, com adequação do exercício físico ao biótipo e estilo de vida e nos horários das atividades diárias são algumas das principais ferramentas dentro do tratamento.

De acordo com a Prakruti de cada pessoa, e a porcentagem de seus humores (Vata, Pitta, Kapha), podemos afirmar que existem pessoas mais suscetíveis a desenvolver quadros de ansiedade: são as que possuem predominância dos elementos ar e espaço. Tendo esta consciência estas pessoas podem evitar hábitos, situações e experiências que possam elevar estes elementos em seu organismo, como por exemplo estresse extremo, exaustão física, excesso de atividade mental, ingestão de álcool em grande quantidade, fumo, drogas, mudanças repentinas (de clima, moradia ou hábitos), alimentação muito seca, crua e fria e falta de disciplina/rotina no vida diária. Uma dica preciosa é manter o Vata equilibrado sempre, independente da constituição de cada um, pois este, além de regular a circulação densa e sutil que permeia todo organismo, é o princípio mais sensível e com maior possibilidade de agravar e estimular o agravamento dos demais.

Nenhum comentário: