Abhyanga, a oleação do Ayurveda

Prática fundamental da rotina de hábitos saudáveis do Ayurveda para manutenção da saúde, a Abhyanga tradicional recomendada pelos médicos do sul da índia ainda é pouco difundida no Brasil. Diferentemente de uma massoterapia, trata-se de uma Snehana, uma oleação, na qual se aplica óleo de gergelim morno com movimentos leves, circulares e escorregadios para ajudar na penetração do óleo pelos poros da pele.

A exigência de se empregar o óleo de gergelim é devido a este posssuir, quando aquecido, as mesmas características do corpo humano: Snigda Sheeta Agneya, que significa oleosidade + ausência de calor (= morno) + promotor de agni (fogo metabolizador presente em todos os tecidos). Muitos adeptos garantem que a prática, muito além de ser apenas um tratamento, é uma disciplina de autocuidado com efeitos semelhantes a quando se está saturado de amor, e que traz à tona sentimentos de estabilidade, conforto, calor, aterramento e descanso. Uma descoberta interessante é que dentro da etimologia sânscrita a palavra Sneha possui conotação feminina e pode ser traduzida tanto como "óleo" quanto como "amor".

Segundo os textos do Ayurveda Clássico, alguns dos seus inúmeros benefícios trazidos por esta prática são: nutrição de todo organismo, retardamento do envelhecimento, vigor dos tecidos corporais, firmeza dos membros, lubrificação das articulações, promoção da circulação, estimulação dos órgãos, eliminação de impurezas, promoção de resistência, calmante dos nervos, indutor do sono profundo, promoção dos olhos, nutrição do couro cabeludo, suavização da pele, redução de rugas, pacificação de Vata, Pitta e estimulação de Kapha - humores biológicos que, em conjunto, regem o funcionamento do nosso organismo. 

Nenhum comentário: