Ghee, o ouro líquido do Ayurveda

Celebrado como símbolo de auspiciosidade, nutrição e cura na Índia, o ghee é um dos principais alimentos e medicamentos dentro da Medicina Ayurveda. Empregado em diversas formulações e como fonte de oleosidade nos mais diversos tratamentos, sua boa fama também já chegou por aqui. 

Resultado de um processo artesanal de lento cozimento da pura manteiga do leite de vaca  é conhecido como uma das melhores opções para cozinhar: doa todas as suas propriedades aos alimentos além de conferir aroma e sabor peculiares. Seu estado natural é semi-sólido e o mais recomendado é não guardá-lo na geladeira para a manutenção de suas preciosas qualidades medicinais. 

Dentro da perspectiva do Ayurveda ele é cultuado como ouro líquido devido à sua exclusiva propriedade de possuir as mesmas qualidades do organismo humano: Snigda Seeta Agnea, ou seja, é oleoso, morno (ausente de calor) e promotor de agni (o fogo metabolizador), ajudando assim o organismo a retornar ao seu natural estado de equilíbrio quando necessário.

Se tornou único também porque promove o agni (o fogo digestivo) sem aumentar o elemento fogo no organismo; estimula a produção de Ojas (a essência vital dos tecidos), lubrifica os órgãos internos e pacifica agravação de Vata - uma condição muito comum em quem vive em grandes metrópoles e que pode gerar fadiga, insônia, stress, secura, constipação, etc. Seu uso é recomendado de acordo com a Prakriti (constituição biológica individual) de cada pessoa, mas, em geral, o uso de algumas gotas junto à refeição do almoço ou empregadas no preparo dos alimentos já pode ser considerado benéfico e de baixo risco de complicações por uso inadequado ou excessivo.

Nenhum comentário: