A Ginecologia Natural e a Medicina Ayurveda

Dentro da prática do Ayurveda a ginecologia é natural por se tratar de uma forma holística, orgânica, restaurativa e pouco invasiva de cuidar da saúde. É um sistema que trabalha tanto para restaurar o equilíbrio perdido quanto para promover o resgate do autoconhecimento ancestral acerca dos processos femininos naturais, estimulando que cada mulher busque sua reconexão com a Terra, com a Lua, com a sua ciclicidade e, principalmente, com o seu poder autocurativo.

Aqui o preceito básico do tratamento é fazer todos os ajustes para que a própria natureza do organismo atue retornando ao estado de equilíbrio. Assim, para qualquer perturbação - emocional ou física - não há um tratamento protocolar, uma fórmula pronta, uma vez que cada pessoa é um universo único em sua complexidade. O mais apropriado para cada caso depende de quem é a paciente e seu atual contexto de vida.

Dentro desta abordagem é possível escolher efetivamente quais remédios serão mais adequados à cada pessoa com precisão, como também estruturar uma dieta num nível mais profundo do que o modelo nutricional ocidental, além das melhores indicações de hábitos diários a serem adotados ou mesmo evitados. Um bom exemplo é quanto ao emprego da fitoterapia: embora existam muitas plantas com ação na circulação sanguínea nem todas vão se encaixar adequadamente para todas as mulheres que estejam com a menstruação desregulada, pois uma mesma erva tem efeito significativamente diferente em cada pessoa e em cada fase da vida. 

Além disso, para esta medicina é de suma importância desenvolver nosso poder pessoal, nossa auto-observação e autopercepção, pois é o autoconhecimento que nos possibilita tomar decisões inteligentes quanto aos mais simples hábitos do dia-a-dia. A transferência de poder aos ditos arbitrários da comunidade médica científica nos rouba um precioso tesouro: a independência de seguirmos autoconfiantes e conectadas com nossa sabedoria interna.  A constante manipulação mercadológica a que somos submetidas é um vívido exemplo desta tentativa de tomada do poder feminino: sabonetes para eliminar o saudável cheiro da vagina, absorventes descartáveis de uso interno e a super valorização do uso de hormônios sintéticos para toda e qualquer desordem são hábitos que ainda perduram mesmo com seus benefícios contestados e malefícios comprovados.

Nenhum comentário: